Logotipo
240125-reservada-para-cida-godoy-entenda-de-uma-vez-por-todas-como-escolher-um-ginecologista

Precisa agendar sua consulta com especialista? (99,00 a vista)

Marcar consulta com Ginecologista
ficou mais fácil e barato com a Clínica Disk Médicos! Clique agora em um dos botões abaixo para agendar sua consulta:

O ginecologista é o profissional que cuida da saúde íntima da mulher, solicitando exames preventivos e tratando as doenças que afetam o aparelho reprodutivo feminino. Além disso, o médico especializado em ginecologia é capacitado a realizar cirurgias na região caso seja necessário para o tratamento da paciente.

Apesar de ser um médico essencial para manter a saúde da mulher em dia, muitas pacientes não fazem o acompanhamento necessário com o ginecologista. De acordo com uma pesquisa realizada pela Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) em parceria com o Instituto Datafolha, 5,6 milhões de brasileiras não se consultam com o médico especialista em ginecologia.

Isso acontece por uma série de motivos, seja por vergonha ou por não ter a orientação dos pais, ou dos responsáveis legais. No entanto, deixar de fazer o acompanhamento com o médico especializado em ginecologia pode ser bastante prejudicial para a mulher.

Para ajudar a mudar essa situação, separamos a seguir todas as informações necessárias para você saber para que serve o ginecologista e porque é importante fazer o check-up ginecológico periodicamente. Confira!

Qual é a formação do ginecologista?

Após completar a graduação em medicina, o profissional pode se especializar em ginecologia de duas maneiras. A primeira e mais comum é a residência médica, na qual o médico recém-formado acompanha a rotina de ginecologistas experientes durante três anos.

A segunda é fazer a prova de títulos, opção indicada para os médicos que tenham uma pós-graduação na área. O teste possui um alto nível de dificuldade e é aplicado pela Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo).

Além de atuar como ginecologista, o profissional pode escolher uma subespecialidade da área para aprofundar sua formação. Alguns dos temas que o médico especializado em ginecologia pode optar são a obstetrícia, oncologia e reprodução humana.

Quando se deve procurar um ginecologista?

Muitas pessoas acreditam que a mulher só deve procurar o médico especialista em ginecologia quando ela começa a vida sexual. Inclusive, esse é um dos principais motivos que os tutores usam para não levar a filha adolescente ao ginecologista.

No entanto, o médico especializado em ginecologia deve fazer parte dos cuidados da mulher desde a primeira menstruação — ou menarca, como a fase é chamada pelos ginecologistas. Ou seja: a menina que menstruar pela primeira vez aos 9 anos deve iniciar o acompanhamento ginecológico.

É muito importante que essa primeira visita ao ginecologista não seja algo traumatizante para a paciente. Logo, o papel do tutor ou do responsável é essencial para que a menina fique tranquila durante a consulta.

As consultas realizadas antes do início da vida sexual são basicamente voltadas para o conhecimento do histórico médico da paciente, das mulheres da família e do ciclo menstrual. Geralmente, o médico especializado em ginecologia examina a região abdominal, os seios e a parte externa da região genital da paciente.

Quando a mulher inicia a vida sexual, o ginecologista esclarece quais são os métodos contraceptivos disponíveis e como prevenir as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) — ou DSTs como ficaram popularmente conhecidas. É a partir deste momento que a paciente deve se consultar uma vez ao ano.

Quais exames são solicitados pelo médico especialista em ginecologia?

O ginecologista avaliará uma série de fatores antes de pedir os exames para a mulher. Alguns deles são a existência de fatores de risco, queixas feitas pela paciente ou a presença de alterações na região genital (que pode ser identificada no exame físico realizado no consultório).

No geral, os principais exames que o médico especializado em ginecologia pode pedir são:

Papanicolau: este é o exame mais conhecido quando o assunto é check-up ginecológico. Indicado quando a partir dos 25 anos, o Papanicolau ajuda o ginecologista a avaliar as células do colo do útero, possibilitando a identificação de alterações e infecções.

Ultrassom transvaginal: o médico solicita este exame quando a mulher possui alterações no ciclo menstrual ou quando ela relata episódios de dores pélvicas. O exame também é utilizado para analisar o ovário, endométrio e para investigar casos de infertilidade.

Colposcopia: exame que permite a observação do colo do útero, da vulva e da vagina. Pode ser solicitado tanto na avaliação de rotina quanto para investigar alterações encontradas no Papanicolau.

Mamografia: exame solicitado quando a mulher atinge os 40 anos ou apresente nódulos suspeitos na região. Nele, o profissional obtém imagens das mamas através do mamógrafo e pode detectar tumores malignos.

Exames de sangue: usados para a análise dos níveis de triglicérides e colesterol e para a identificação das ISTs.

Caso esses exames apresentem alterações, o ginecologista pode complementar a investigação com a solicitação de outras análises laboratoriais. Uma delas é a histerossalpingografia, que permite a visualização das trompas de Falópio e do colo do útero.

Quais doenças são diagnosticadas pelo ginecologista?

Algumas pessoas têm o hábito de se consultar com o médico especializado em ginecologia somente quando o corpo apresenta algum sintoma diferente, como as cólicas intensas, dores abdominais ou durante a menstruação. Contudo, aguardar por esses sinais do corpo pode ser bastante perigoso.

Existem várias doenças que não apresentam um sintoma específico. Por isso, quando a mulher não faz a avaliação anual com o ginecologista essas doenças silenciosas podem se disseminar pelo organismo e dificultar o tratamento.

As principais doenças que podem ser identificadas pelo médico especialista em ginecologia são:

  • Dismenorreia;
  • Pólipo uterino;
  • Endometriose;
  • Mioma uterino;
  • Prolapso genital;
  • Cistos ovarianos;
  • Câncer de mama;
  • Disfunções sexuais;
  • Vaginose bacteriana;
  • Câncer de colo de útero.

 

Quais tratamentos são realizados pelo ginecologista?

Com base nas informações levantadas nos exames, o ginecologista estabelecerá o tratamento mais adequado para o caso. No geral, os principais tratamentos que podem ser realizados pelo médico especializado em ginecologia são:

  • Histerectomia;
  • Videolaparoscopia;
  • Histeroscopia cirúrgica;
  • Cirurgia íntima feminina, conhecida também como ninfoplastia;
  • Terapia hormonal sistêmica, indicada para os casos de menopausa;
  • Tratamentos contraceptivos como a colocação do DIU, por exemplo;
  • Tratamento clínico com medicamentos com baixa dosagem hormonal;
  • Cirurgia de sling, utilizada principalmente no tratamento da incontinência urinária.

 

As chances de sucesso de cada tratamento estão atreladas a diversos fatores. Entretanto, o diagnóstico precoce é um dos que pode influenciar positivamente em um tratamento ginecológico.

O ginecologista possui a expertise necessária para cuidar da saúde íntima da mulher por completo. Por isso, se você ainda não realizou o check-up ginecológico deste ano entre em contato com a Disk Médicos e agende sua consulta com um de nossos ginecologistas.

MENU